O Bipolar

Luangelys De Paula Luangelys De Paula 28 de Janeiro de 2015

Ele acreditava que a loucura era a chave para uma dimensão ainda desconhecida por nossos mais sábios estudiosos.

Ele tinha toda a certeza de que a loucura abria as portas da mente e isso era muito bom para a evolução de nossas mentes.

Ele via espíritos, escutava vozes, tinha premonições, era sempre internado como louco.

Ele era curioso, seu maior desejo era entender a ligação entre sua doença e seu espírito.

Ele buscava o excelente controle de seu humor através do autoconhecimento espiritual.

Ele manteve sua inclinação para a magia.

Ele era carregado de sensibilidade.

Ele abriu seu coração em busca de respostas, então as paredes finalmente falaram.

Ele gostava de ser mais sensível do que os outros.

Ele estava de passagem aqui, aprimorava a sua franca evolução trabalhando sua humildade.

Ele era dotado de inteligência e sensibilidade agudas.

Ele tinha um vício maior, que era ver a essência da vida, não importa de que maneira.

Ele tinha outros vícios menores, sua missão era se libertar deles.

Ele sabia que a regra geral era nascer, crescer, reproduzir e morrer, mas queria ver a essência do mundo mesmo assim.

Ele passava dias vazios, mesmo tendo tudo o que poderia lhe fazer feliz.

Ele viveu dias loucos, de grandeza e poder.

Ele foi um monstro devorador de almas, mas também foi um santo iluminado.

Ele fez muitas histórias, mesmo destruindo a sua própria história.

Ele foi afastado de muitas coisas que amava, muitas coisas se afastaram dele por amor.

Ele foi temido, santificado, considerado perigoso e mesmo assim foi amado com admiração.

Ele se perdeu muitas vezes na vida, mas se achou na noite, na escuridão quis habitar.

Ele sofreu dia após dia com um imenso e bonito sorriso no rosto.

Ele só queria sentir a essência das coisas deste mundo, com muita intensidade.

Ele só estava tentando ser ele mesmo, antes que os outros o amarasse e o moldasse para sempre.

Ele só queria ser livre...

Ele era Bipolar.

- LDP.

 

Visitem o nosso site:
http://www.palavrasfamintas.com.br/

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados ao user. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do user.
Denuncie conteúdo abusivo
Luangelys De Paula ESCRITO POR Luangelys De Paula Escritor
Maceió - AL

Membro desde Outubro de 2014

Comentários