Portal Escritores

Andaram escrevendo o que Deus não mandou

Escreveram que Deus andou reclamando, através de Jeremias, dizendo: “... Visto que eu falava sem parar e vocês não me davam atenção, chamava e vocês não me respondiam, vou tratar este Templo, onde é invocado o meu nome, no qual vocês tanto confiam, e também este lugar que dei a vocês e a seus antepassados, vou tratá-lo do mesmo modo como tratei Silo. Vou expulsar vocês da minha presença, da mesma forma como expulsei todos os seus irmãos e toda a descendência de Efraim. Quanto a você (Jeremias), não reze por este povo, não faça preces nem súplicas em favor deles. Não insista comigo, porque eu não vou atender. Você não está vendo o que eles fazem nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém?...” (Jr 7:1-34).

Escreveram também que antes de falar pela boca de jeremias, Ele (Deus) havia dito a Abraão: “... Saiba com certeza que seus descendentes viverão como estrangeiros numa terra que não será a deles. Aí nessa terra eles ficarão como escravos e serão oprimidos durante quatrocentos anos. Mas eu vou julgar a nação à qual eles vão servir...” (Gn 15:12-16). E isto sem ter havido ainda nenhuma desobediência, pois esses descendentes ainda estavam por vir. E quando escrevem coisas que Ele não mandou, justificam assim: “E quem vai entender os enigmas de Deus”?

Aos que vivem refletindo os escritos canonizados da Bíblia, essas passagens retratam um duvidoso caráter de Deus em relação à Justiça; e isto sem falar do Amor, porque não revelam atitudes de quem tem bom senso.

O que diriam os excluídos de todas as nações e, principalmente, os das várias regiões da África, se ouvissem Deus se lamentando: “Visto que eu falava sem parar e vocês não me davam atenção...”? No mínimo eles diriam: “E o que diremos nós, Senhor, da Sua apatia aos nossos estrondos em gritos de dores”?

Em relação ao que escreveram dizendo que Deus disse a Abraão sobre os 400 anos de cativeiro, é uma brincadeira de tão mau gosto, que faz de Deus um dos mais comuns e perversos pecadores. Diz que Deus brinca com as dores daqueles que Ele mesmo fez à Sua imagem e semelhança, como se simulasse um filme de ficção. E como se não bastasse, ainda diz que vai sacrificar o povo, o qual Ele usou para sacrificar o Seu povo escolhido. E como se Deus não fosse Deus, que faz coisas sem pensar, ainda dizem que Ele disse: “... Pois estou arrependido do mal que fiz a vocês...” (Jr 42:10).

Ainda em Jeremias, dizem que Deus mandou escrever: “... Diga-lhes que informem a seus senhores: Eu criei a terra, os homens e todos os animais sobre a face da terra, com minha grande força e braço estendido, e os dou a quem eu quero. Pois bem! Entrego todos esses territórios nas mãos do meu servo Nabucodonosor, rei da Babilônia. Eu colocarei até as feras a serviço dele... Se uma nação e seu rei não se submeterem a Nabucodonosor, rei da Babilônia, e não colocarem o pescoço sob o jugo do rei da Babilônia, eu castigarei essa nação com espada, fome e peste, até entregá-la em suas mãos...” (Jr 27:1-8). Porém, mais adiante, no 51:20, dizem que Deus, feito um demente que havia esquecido que tinha chamado de meu servo, manda Jeremias dizer: “Você, Babilônia, foi o martelo, a minha arma de guerra: contigo martelei nações, destruí reinos, martelei cavalos e cavaleiros, martelei carros e cocheiros, martelei homens, mulheres, velhos, jovens, moças e moços, pastores e rebanhos, lavradores e juntas de bois, governadores e prefeitos...”; e acrescenta: “Nabucodonosor, rei da Babilônia, me devorou, rapou tudo, deixou-me como prato limpo; como dragão ele me engoliu, ficou de barriga cheia e me vomitou...” E como um injustiçado diz: “Mas eu devolverei à Babilônia e a todos os Caldeus, bem diante dos olhos de vocês, todo o mal que eles fizeram a Sião” (Jr 51:34).

Assim, ou eles escreveram o que Deus não mandou, ou Deus não é Amor. Ou querem que acreditemos que o cérebro de Deus é doente? Se assim fosse, o que diferenciaria Deus de um Hitler e dos tantos ditadores atuais? Nos faria pensar: que espécie de poderoso tem as nossas vidas nas mãos?

Para os que não concordam, fica a observação: É Preferível duvidar de alguns cânones da Bíblia, que do Caráter de Deus.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
josue firmino
Escrito por:
josue firmino
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 15 de Maio de 2015

Atualizado em 27 de Junho de 2015

Já foi visto 609 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Religiosas


597
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Sangue fraterno?

Por josue firmino

Se ainda Crês, Creia!

Por josue firmino

Recompensas

Por josue firmino

Recebe-se cura pela fé?

Por josue firmino

O que Salva?

Por josue firmino

Textos do Mesmo Autor
Conversão

Por josue firmino

Eu e ele

Por josue firmino

Fascina

Por josue firmino

Naquele instante

Por josue firmino

Aqui estou! (Hb 2:13)

Por josue firmino