Vem aí novidades...
Portal Escritores

Psicografia - De William Shakespeare

Esta carta de amor é referente a minha amada Julieta, que é a minha paixão, meu amor, meu mil, ela é o meu escrito mais precioso de todos os jeitos x. encontrar o teu beijo, teu abraço direito, eu preciso me entregar ao teu beijo Julieta e sentir a tua mão apalpar os meus membros. então senti que você tem o mesmo prazer que de fato encontro nos meus olhos quando vejo você. eu sou teu Julieta. estou vendo, estou conectado, estou beijando a tua mente e o teu abraço deixa que meu corpo teu seja. teu, teu Julieta, como as estrelas tocaram o céu em pleno dia da noite, estamos conectados,  eu e você como lâminas de um saber, uma flor cheia de pedras que se relaciona com suas próprias pernas, me perdoa e Julieta se eu falo de maneira lúdica tudo aquilo que poderia de repente esclarecer de maneira mais fácil a letra. teu encontro de fota com a tua vida e o teu espelho entrelaçado eu sou a tua porta aberta Julieta para que tu possas ver todo o teu passado que teu presente e todo o teu futuro, aquilo que você quer você esteja ciente dos fato é um encontro entre você e o amasso de meus braços quentes servidos pelo laços de um prazer extremo que me coloca a tua presença. estou ajoelhado diante de ti, meus passos querida Julieta.... eu estou sendo exagerado? porque meu peito desacelerado, bipolar e errado, machucado, precisando de teu afago, de teus sonhos, do Sombrio  e misterioso, prazeroso sexo que es, meiga sensação tão Macia de uma coisa quente que me abraça por dentro e me consome a vida de um ano inteiro... estou depositando em seus órgãos as minhas sementes de fato. Julieta manda o teu afago com o meu peito amargo, sentindo a paixão de teu mel escorrer pela minha boca então sentir que estou sendo transportado em teus momentos de laço, porque a minha vida não é nada sem a tua presença linda e de fato estou aqui Julieta Como Romeu tarado encontrando um fato de encontrar meu falo dentro de tudo o que é teu. e Julieta, porque o Romeu? eu também posso ser depravado como um Perneta essencial, depravadas vontades de ter outra perna para correr de maneiras safadas de todo o vento e Floresta que corre de acordo com a sua selvageria plena. ele é De Volta Ao Planeta, o maior tarado, querendo uma teta pra mamar, assim se transforma em duas pernas direitas que possam ocorrer pela direita esquerda de fato onde ele quiser, Este é o homem pergunta o porque que de fato perdeu a sua teta? e agora chora desconsolado sem ter nenhuma amiga que permita que sua estadia, seu sono tranquilo, que o deixe ficar na casa do cachorro feliz tranquilo, mas adormecendo longe de seu Bicho Sombrio, pois hoje é dia de descansar em análise total.

SONHAR COM JULIETA, FELIZES.

Luangelys De Paula, 08 de dezembro, 2016.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Luangelys Di Paula
Escrito por:
Luangelys Di Paula
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 09 de Dezembro de 2016

Já foi visto 188 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


188
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Escambo

Por Emanuel Galvão

Com lágrimas

Por katia lima

Santo Amor

Por Claudenor de Albuquerque

O Canto da Negra Fulô

Por Monique Munielle

Textos do Mesmo Autor
QUARTO BRANCO - O Livro Proibido

Por Luangelys Di Paula

Shakespeare - Cansado Do Mundo

Por Luangelys Di Paula