Portal Escritores

O tempo

 

Correm as horas, correm as pessoas

Atrás do complemento suficiente que sacie seus horários

Faz tempo que o mundo não para

E para pra descansar.

 

No meio a tanta correria

A gente olha o relógio, olha novamente

E não enxerga nada que complete a mente

É o insaciável momento oportuno da vida

Rangendo seus dentes te pedindo comida

 

É a vela que se acende e escorre durante o apagão

Que a gente só vê terminar quando revê a escuridão. 

 

Correm as horas, correm as pessoas

Agora me sinto cansado, parece que andei

Ou eu dormi demais? 

É difícil definir quando não se tem paz.

(2016/2018)


Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Virgínia Tavares
Escrito por:
Virgínia Tavares
Autora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 22 de Agosto de 2018

Já foi visto 169 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Prosa Poética


169
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
És tu? Meu Anjo?

Por AdrianoRockSilva

Sol em mim

Por Ernani Viana Neto

Jardim suspenso

Por AdrianoRockSilva

Soneto de um instante

Por Leonardo Jordão

PRESOS

Por Lucélia Pontes

Textos do Mesmo Autor
Movimento Urbano

Por Virgínia Tavares

Inter-tempo

Por Virgínia Tavares

Gaiolas

Por Virgínia Tavares

ANTES DE CANTAR

Por Virgínia Tavares