Portal Escritores

A Poesia II


 

 

Há quanto tempo não pisas minha mente

Nunca mais perfuraste minha pele

Há quanto tempo não invades meus rabiscos

Nunca mais esmagaste meus olhos

Há quanto tempo não bagunças meus sentimentos

Nunca mais dilaceraste meu coração

Há quanto tempo não ocupas minhas madrugadas

Nunca mais me apareceste para ser destruída

                                       / minha antiquada visão

Cego estou...

Nunca mais penetraste minh’alma.

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Majal-San
Escrito por:
Majal-San
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 21 de Setembro de 2018

Já foi visto 201 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


201
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Imprudente

Por Majal-San

Balança

Por Majal-San

Morto em vida

Por IORGAMA PORCELY

Bem ali

Por Majal-San

Um nó

Por Majal-San

Textos do Mesmo Autor
Âncora

Por Majal-San

Invasora II

Por Majal-San

Aspiração

Por Majal-San

Resoluto

Por Majal-San