Portal Escritores

Irresoluto

Quantas vezes quis dizer o quão grande é meu amor,

e o tanto de vezes que tive vontade de dizer que queria ir embora,

Não faz sentido algum, não faz sentido ter medo do que se sente,

e eu sempre quis dizer que te amo,

eu sempre,

sempre quis mostrar tudo o que eu sentia e nunca tive forças para isso.

 

Mas o que seria de mim se por alguma razão não tivesse sofrido,

não tivesse errado,

não tivesse vencido?

Se eu não fosse tão covarde,

não teria te conhecido,

teria ido à diante,

se eu tivesse coragem,

um pouco,

talvez tivesse dado um passo sem volta,

Nem sei se teria olhado para trás,

teria ido e não voltado…

 

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Victor Cardoso
Escrito por:
Victor Cardoso
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 17 de Outubro de 2018

Já foi visto 75 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


75
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
A Serpente e a Harpia

Por Claudenor de Albuquerque

Amigo da cobra

Por Talvanes Faustino

Poema de uma borboleta

Por Cleide Vanderley

Enigma

Por Cleide Vanderley

Jasmim

Por Cleide Vanderley

Textos do Mesmo Autor
Amor- Até o fim dos tempos.

Por Victor Cardoso

Sentimentos

Por Victor Cardoso

Turma.

Por Victor Cardoso

Estrada Sem Fim.

Por Victor Cardoso

Estrada sem fim

Por Victor Cardoso