Portal Escritores

Nada

Nem sempre foi assim...

Mas agora é...

Nada é o que resta.

Não resta mais nada...

De tudo ficou o nada

E o nada não é nada,

Da vida só sobrou o nada

Nada e mais nada...

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Severino Ramos Barbosa
Escrito por:
Severino Ramos Barbosa
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 19 de Fevereiro de 2019

Já foi visto 216 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


216
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Deita aqui

Por Iara P.Vilela

COMO POSSO TE ESQUECER ?

Por Antonio Batista

MÃOS NOSSAS DE CADA DIA

Por m.elena.costa

Textos do Mesmo Autor
Temor

Por Severino Ramos Barbosa

Lágrimas

Por Severino Ramos Barbosa

Solidão

Por Severino Ramos Barbosa

CALADO E PENSATIVO

Por Severino Ramos Barbosa

O que é o homem?

Por Severino Ramos Barbosa