Portal Escritores

BIOGRAFIA DA FOLCLORISTA NAIR DA BERTINA

 

Nair da Rocha Vieira, nasceu no dia 06 de Junho de 1913, na cidade de São Miguel dos Campos, estado de Alagoas, filha de Virgílio da Rocha Vieira e de dona Albertina Andrade de Mendonça. O pai era filho bastardo de Epaminondas da Rocha Vieira, o "Barão de São Miguel" e da escrava Maria Rosa do Engenho Varrela e neto de Ana Lins. A mãe era filha do folclorista Jacinto Mendonça.
Estudou apenas a primeira série, casada e mãe de dois filhos, Irani e Benedito.
Iniciou a sua carreira artística com apenas quatorze anos de idade, onde foi designada pela mãe para ser a rainha oficial da Taieira.
Quando sua mãe faleceu, ela foi indicada para assumir o comando do grupo, pelo amor e dedicação as danças folclóricas e também por carregar nas veias o sangue de artista.
Além da Taieira, Nair também comandava o Quilombo, o Toré e o bloco carnavalesco " Sinhazinha Flor ", o amor dela, pelos folguedos era tão grande, que preferiu deixar o marido e serguir a sua carreira artística.
Nair era uma pessoa bastante religiosa, devota do Padre Cícero Romão Batista, ela ia sempre a Juazeiro, participar das festividades comemorativas da morte ou do nascimento do referido padre.
Todos os anos, ela realizava a tradicional novena de São Sebastião, em frente a sua casa, com a presença da imagem do santo e da banda de pífanos da cidade de Jequiá da Praia, mas a maior atração da festa era o leilão e a apresentação da sua Taieira.
Além de folclorista, Nair também engomava roupas, fazia doces, cocada e pé de moleque e outras coisas mais...
Hoje a cidade de São Miguel dos Campos é o berço da Taieira, aqui em Alagoas, graças ao esforço e a dedicação de Nair da Bertina e dos seus antepassados, seu nome hoje faz parte do contexto histórico, artístico e cultural do município.
É considerada Mestra da Taieira, título que foi dado pelo folclorista Théo Brandão, pelos relevantes serviços prestados a cultura alagoana e a cidade de São Miguel dos Campos.
Seus trabalhos estão registrados e documentados nos arguivos do Museu Fernando Lopes, no Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas e na Secretaria Estadual de Cultura.
Nair é vista na história de Alagoas, como a " Baronesa Negra de São Miguel Por Grandeza " pelo fato dela ser neta do Barão de São Miguel, título nobiliárquico que é passado de gerações pra gerações.
Esta grande baluarte da cultura miguelense faleceu no dia 16 de junho de 1992, na cidade de São Miguel dos Campos.

( Escrito por Ernande Bezerra de Moura )













Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Ernande Bezerra
Escrito por:
Ernande Bezerra
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 18 de Julho de 2019

Atualizado em 25 de Julho de 2019

Já foi visto 181 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Biografias


181
Leram
0
Vão ler

Tags