Portal Escritores

DAIXAR IR

 

Seguindo em frente,

Deixei meus sapatos para trás.

Sapatos companheiros,

E muito protetor.

 

As memórias,

Elas escorrem pelas mãos.

Já não consigo mais firmar,

Elas incitem em ir.

 

A casa fica cada vez menor!

A tal ponto que mesmo querendo,

Eu nem me caibo,

E ela entristece.

 

Os caminhos se encurtam.

Preciso de novos,

Mais longos,

E diversos.

 

Agora o olhar melhora.

A compreensão acompanha.

O corpo responde.

A sabedoria se posta.

 

Rafael Borges

29/07/2019

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Rafael Borges
Escrito por:
Rafael Borges
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 29 de Julho de 2019

Atualizado em 29 de Julho de 2019

Já foi visto 36 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


36
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
A HISTÓRIA, ANTES, DO BIG BANG.

Por Luangelys De Paula

VIVO POR TE AMAR

Por Antonio Batista

Sonho de Liberdade

Por Águia Dourada

Queremos liberdade

Por Gil Santana

Epifania do dia!

Por Juliano Firmino

Textos do Mesmo Autor
REENCONTRO DE MIM

Por Rafael Borges

CRESCER

Por Rafael Borges

TEMPO DE CRIANÇA

Por Rafael Borges

DOMINGO TRISTE

Por Rafael Borges

POVO DE RESISTÊNCIA

Por Rafael Borges