Portal Escritores

Sonho de Liberdade

Trago comigo um sonho: o de voar

Como pássaro novo que anseia
Do seu ninho a liberdade ganhar.

Quero subir até o mais alto monte
Sentindo a brisa fria no meu rosto
E olhar lá de cima o horizonte

Contemplar o mundo, vê-lo melhor
Porque sei que, por pior que esteja,
Nada é tão triste que viver só

A solidão é como um sensor
Aguça nossos ouvidos sem dó
Aumenta a fala o olffato e a dor

Faz latente os sentimentos tristes
Submete-nos ás fraquezas e às culpas...
Monte que de longe sempre me vistes,

Acolhei-me, guardai-me, sim, cobri-me
E agora, longe de tudo e de todos,
Sofrerei, galgarei meus limites.

Na tristeza da fenda fria grito
Quebro o silêncio com pena na pedra
Renovo minhas forças no atrito.

E quando este ritual terminar
Voarei emfim para a liberdade
Novos mares, picos, ninhos e lar

Livre para caçar sonhar, amar
Livre para escolher onde viver
Ó liberdade! Deixe-me voar!


































Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Oásis
Escrito por:
Oásis
Leitora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 27 de Dezembro de 2019

Já foi visto 18 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


18
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Ser mãe é...

Por AdrianoRockSilva

Alquimia dos anjos

Por Cleide Vanderley

Pare!

Por Majal-San

Barro Nosso de Cada Dia

Por Adriana Moraes

Caravelas e aquedutos

Por AdrianoRockSilva

Textos do Mesmo Autor
O denguinho

Por Oásis