9º Encontro dos Escritores
Portal Escritores

Sonho de Liberdade


Trago comigo um sonho: o de voar

Como pássaro novo que anseia
Do seu ninho a liberdade ganhar.

Quero subir até o mais alto monte
Sentindo a brisa fria no meu rosto
E olhar lá de cima o horizonte

Contemplar o mundo, vê-lo melhor
Porque sei que, por pior que esteja,
Nada é tão triste que viver só

A solidão é como um sensor
Aguça nossos ouvidos sem dó
Aumenta a fala o olffato e a dor

Faz latente os sentimentos tristes
Submete-nos ás fraquezas e às culpas...
Monte que de longe sempre me vistes,

Acolhei-me, guardai-me, sim, cobri-me
E agora, longe de tudo e de todos,
Sofrerei, galgarei meus limites.

Na tristeza da fenda fria grito
Quebro o silêncio com pena na pedra
Renovo minhas forças no atrito.

E quando este ritual terminar
Voarei emfim para a liberdade
Novos mares, picos, ninhos e lar

Livre para caçar sonhar, amar
Livre para escolher onde viver
Ó liberdade! Deixe-me voar!


































Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Oásis
Escrito por:
Oásis
Leitora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 27 de Dezembro de 2019

Já foi visto 98 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


98
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Sou Diferente!

Por Claudenor de Albuquerque

Vamos Para Casa de Deus

Por José José Gomes

Restos de Palhaço

Por Brenda Barreto

Cego negro insano

Por Majal-San

Concebendo Poesias

Por Claudenor de Albuquerque

Textos do Mesmo Autor
O denguinho

Por Oásis