Portal Escritores

Lápis apontado


Meus mais profundos segredos
Escondidos em um pedaço de papel
E nas pontas dos lápis mal-apontados.

Meus sonhos bem feitos
Para nunca serem realizados.
Meus desejos sendo substituídos
Por momentos rasos e meus medos
Sendo escancarados.

O meu eu do passado, desapontaria
Meus lápis mal-apontados e
Faria de mim uma caneta,
Para que as histórias não sejam apagadas,
Nesse pedaço de papel reciclado.

E o que eu faria com essas linhas tortas?

Passaria por cima, ou faria novas?

Não sei, mas, continuaria esperançosa.
E se eu preferisse não escrever por linhas
E sim por espaços, bem-feitos para serem 

Riscados com lápis apontados?













Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Priscila Santos
Escrito por:
Priscila Santos
Escritora

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 12 de Janeiro de 2020

Atualizado em 12 de Janeiro de 2020

Já foi visto 165 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


166
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Nebulosidade

Por Majal-San

Pessoas.

Por Escritor Leandro Campos Alves

AS QUATRO FASES DA LUA

Por Ernande Bezerra

As vozes

Por AdrianoRockSilva