Portal Escritores

CAMINHEMOS


O caminho que traçamos é nova busca de liberdade e esperança, as quais precisamos acreditar que existem. Tal estrada percorrida, muitas vezes torna-se íngrime e inteiriçada, chega até machucar nossos sonhos. São ilusões efêmeras, porque na natureza existem flores que duram apenas um dia, se acabam rapidamente, passo a passo, lentas e fortes, outras vezes, frágeis nesse percuso consztruido de pedras, de ferro, de areia e tijolos batidos e queimados com o suor e o cansaço dorido dos transeuntes. Estrada cactuosa avermelhada, acolá, cinzenta e pálida da cor do barro.

Descalços, sentimos a extrema exaustão da vida, do pensamento e do sentimento árido e desértico, sem fronteira e nem horizonte à vista, sem direção e sem norte que nos apontem um rumo exato na nossa existência. Sem sorte!

Experiência solitária e inserta.

Na caminhada encontramos estradas curtas e estreitas, curvas, longas e retas, mas todas vazias.

Somos caminheiros nesse intinerário. Andarilhos peregrinando para cumprir nossa jornada diária, pois o que nos resta é caminhar.

CAMINHEMOS!

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Nilton Santos
Escrito por:
Nilton Santos
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 17 de Fevereiro de 2020

Já foi visto 41 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Pensamentos


42
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
QUE BOM SERIA...

Por Sérgio Moraes

Dez mil canções

Por Antoniele Santos

A Estrada da Luz

Por Gil Santana

JÁ É MEIA NOITE...

Por DYVALENTIM(DIVACY LEMOS)

Textos do Mesmo Autor
VICE&VERSA

Por Nilton Santos

MINHA PELE NEGRA

Por Nilton Santos

RESISTIR É PRECISO

Por Nilton Santos

O MAL

Por Nilton Santos