Portal Escritores

OS ESCRAVOS QUE FUGIRAM DOS ENGENHOS DE SÃO MIGUEL DOS CAMPOS - AL.


 

Em relatado publicado no Jornal Diário de Alagoas, registra-se que muitos escravos fugiram dos engenhos, onde eram locados para alistar-se entre os voluntários da pátria na guerra contra o Paraguai.
No entanto não era só para assaltar os engenhos e ameaçar aos seus senhores que os negros fugiam, eles fugiam também para defendê-los.
Outros fugiam pelos castigo que recebiam dos seus patrões.
Em 1866, foi publicado um anúncio no jornal referente a fuga do mulato José, que fugiu do engenho Furado de propriedade de Moacir Cavalcante Albuquerque Pessoa com destino ao engenho Riacho Fundo de Baixo, localizado no distrito de Palmeira de Fora, lugar pertencente ao município de Palmeira dos Índios, onde o mesmo tinha parente, sua intensão era de alcançar a estrada de ferro de Pernambuco para alistar-se como voluntário da pátria.
Outro escravo que fugiu neste mesmo período, foi o cabra Sabino, que fugiu do engenho dos Rochas para a capital com intuito também de alistar-se como voluntário da pátria.
Dias depois, seu proprietário postou um anúncio no jornal, com os seguintes dizeres: " pago bem, quem prender o cabra Sabino ".
Também fugiram do engenho Varrela, os escravos, Sotério e Benedito Sirinhaém, ambos com cicatrizes de chicotes, pois os mesmos foram surrados, em 13 de setembro de 1859, por mando do seu proprietário.
Aconteceu também com o escravo Nicolau que fugiu do engenho Prata, em 21 de outubro de 1858, contendo o rosto descarnado.
Os escravos foram peças importantes na construção do Brasil, de Alagoas e de São Miguel dos Campos, deixando para nós um grande legado, que seja no campo das artes, na culinária, ou na aguicultura.

( Texto Escrito Por Ernande Bezerra de Moura (









Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Ernande Bezerra
Escrito por:
Ernande Bezerra
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 30 de Abril de 2020

Já foi visto 81 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Artigos


81
Leram
0
Vão ler

Tags