9º Encontro dos Escritores
Portal Escritores

TUDO QUE TU ÉS


Epopeica, e tão frágil
Guardava em um abraço.
Lerda, e mesmo assim tão ágil
É linda de perder o compasso!

Amor de mar
Imensa, pequena e raivosa.
Dói, te sentir distanciar
Sendo assim, tão carinhosa...

Ver-te enche-me a esperança
E me imagino ao teu lado,
Apesar da desconfiança...

Mas são erros do passado,
E pra um amor de aliança
Nada se dará por acabado.

















Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Ramon Silva
Escrito por:
Ramon Silva
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 03 de Junho de 2020

Já foi visto 107 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Sonetos


107
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
.

Por Magno Santiago

O INSTANTE

Por Erisvaldo Vieira

Amar é Criar Arte

Por Claudenor de Albuquerque

ESPERO-TE

Por Wellington Costa

CAPÍTULO 3: Escolhas

Por Joao Padilha

Textos do Mesmo Autor
Saudades [...]

Por Ramon Silva

Terra das Alagoas

Por Ramon Silva

Eu e você, você e eu

Por Ramon Silva