ESPERO-TE

Wellington Costa Wellington Costa 22 de Junho de 2020

Não sou mais o mesmo de antes

Cheio de sonhos e desejos

Ao meu lado tenho um amor

Semi moribundo

Que não se decide em viver ou morrer

 

Já não sou mais o mesmo

Aquele ser alegre agoniza

Por uma palavra tua

Por um gesto teu

Eu perco o chão

 

Ainda sonho os teus sonhos

Ainda penso em você

Ainda te espero

 

Meus olhos, veem os teus

Minha boca anseia pela sua

Meus ouvidos ainda ouvem sua voz

Meu desejo ecoa por você

 

Grito, grito muito por socorro

Mas pareces muito longe para ouvir

E a cada grito

A cada desespero meu

Despedaça uma parte de mim

 

Não sei mais quem sou

Acho que sou uma parte

Do que um dia fui

Com algo que não sei o que é

 

Não sei mais ser, sem você

Não sei mais.

Não sei....

 

Não vivo mais, vegeto

Quero gritar, o grito não sai

Quero chorar, não consigo

Só me dói por dentro

Não te saber...

 

Acaba de uma vez com isso

Ou vem de uma vez

E esqueço tudo

 E volto a ser teu.

 

Suplico-te, não desiste de nós

Não desiste de mim

Espero-te.

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados ao user. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do user.
Denuncie conteúdo abusivo
Wellington Costa ESCRITO POR Wellington Costa Escritor
Matriz de Camaragibe - AL

Membro desde Outubro de 2018

Comentários

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login