PREFEITOS ELEITOS NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DOS CAMPOS, APÓS A REDEMOCRATIZAÇÃO DO PAÍS. ( SEGUNDA PARTE)

Ernande Bezerra Ernande Bezerra 23 de Junho de 2020

 

* SEGUNDA PARTE:

Dando continuidade ao texto sobre os prefeitos eleitos pelo povo de São Miguel dos Campos, após a redemocratização do país.
O terceiro prefeito eleito no município foi o empresário Armando Moreira Soares que governou o município, de 1956 a 1958.
Faltando poucos meses para o término de 1958, Armando Soares teve que se afastar do cargo de prefeito para assumir em 1959, a cadeira de deputado na Assembleia Legislativa de Alagoas, pois o mesmo foi eleito "Deputado Estadual", na gestão do governador Sebastião Muniz Falcão, de 1958 a 1961.
Com a saída de Armando Soares do poder, quem assumiu o destino do município foi o vereador e presidente da Câmara, o Sr. André Correia dos Santos que administrou o município por um mês.
Numa reunião extraordinária realizada pelos vereadores foi apresentado o nome do novo prefeito do município, projeto que foi aprovado por todos em plenário.
O nome escolhido pelos vereadores do município foi do Professor Paulo Uchôa Cavalcante que na época ocupava a função de Secretário de Finança da Câmara Municipal de São Miguel dos Campos.
Paulo Uchôa administrou o município por dois anos, de 1959 a 1960.
Vereadores que foram eleitos neste pleito: André Correia dos Santos (Primeiro Presidente), Rosalvo Toledo de Vasconcelos (Segundo Presidente), Genauro Vieira de Almeida (Terceiro Presidente), Agnaldo Cavalcante Machado, José Virgínio da Silva, José de Medeiros Apratto, José Torres Filho, Milton Leite Francisco e Mirihel Cavalcante de Melo.
Também tiveram vereadores suplentes que assumiram as vagas de alguns vereadores titulares foi o caso de Máximo Cândido Ferreira que assumiu o lugar do vereador Mirihel Cavalcante de Melo, de Manuel Redondo Lopes que assumiu a vaga do vereador de José de Medeiros Apratto e de Manuel Ferreira de Amorim que assume a lacuna deixada pelo vereador José Virgínio da Silva.
" Não sei se alguém perceberam durante as leituras dos dois textos publicados, primeira parte e segunda parte que as gestões dos prefeitos, Pedro Fernandes da Costa e Armando Moreira Soares tiveram duração de cinco anos, não sei qual foram os motivos. Acredito que acrescentaram mais ano, divido os afastamentos de ambos, um por motivo de doença e o outro para assumir um novo cargo público".
O quatro prefeito eleito pelo povo foi o tabelião Moacir Cavalcante de Albuquerque Pessoa que teve como vice o empresário José Cursino dos Santos, ambos governaram o município de São Miguel dos Campos, no período de 1961 a 1964.
Por sinal, Moacir Cavalcante fez um excelente trabalho em prol da sua terra natal.
Na sua gestão foram eleitos os seguintes vereadores: Manuel Ferreira de Amorim (Presidente), Leonita Vieira de Melo (Vice - Presidente), José Soares de Albuquerque, Ambrósio Ciríaco da Conceição, Adalberto João de Lima, Diney Soares Torres, Edgar Soares Palmeira, Genauro Vieira de Almeida e Mário Cursino dos Santos.
Vereadores suplentes que assumiram vagas na câmara: José Torres Filho assume a vaga do vereador José Soares de Albuquerque e André Correia dos Santos a vaga do vereador Ambrósio Ciríaco.
Nesta gestão aconteceu um fato inédito, foi a posse da vereadora Leonita Vieira, a primeira mulher a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal da cidade de São Miguel dos Campos.

( Texto Escrito Por Ernande Bezerra de Moura )

Denuncie conteúdo abusivo
Ernande Bezerra ESCRITO POR Ernande Bezerra Escritor
São Miguel dos Campos - AL

Membro desde Junho de 2011

Comentários