Tema Acessibilidade

Almar Poemas

Poema sobre as propostas do site Almar Poemas.
Almar Poemas

Luque Barbosa

Almar Poemas, mar de calmaria
Frascos com versos ao sol e a ondular
Se um sentimento exala à maresia
Abra uma garrafa e sinta-se almar

Arte, ao coração e ao cérebro, é o fruto
O doce é o sabor das línguas e raízes
Encontre o seu néctar com perscruto
Almar, leia guias e dicas de matizes

Praia dos Escritores Independentes
Gozem de privilégios da areia almar
Joguem sua botelha ao oceano de entes
E cangas para o livro a desvelar

O meio para qualquer fim é a língua
E o que tu falas, sentencia o que ouves
Se sibilas ao que sua empatia míngua
Ou se cantarás, rimando com todes

Sou como o horizonte, e a mim, me fito
Perdido em meu infinito, entre mais dois
Incrusto a minha alma em um finito
Com mais além, a cravejar depois

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
56 visualizações •
Denuncie conteúdo abusivo
Luque Barbosa ESCRITO POR Luque Barbosa Autores
-

Membro desde Setembro de 2020

Comentários


Outros textos de Luque Barbosa