Tema Acessibilidade

O dia se foi!

• Atualizado

O dia se foi. A noite chegou, claro.

Mais um dia se apronta pra chegar. Que mistério é esse? Pergunto eu! Sai dia, vem noite; sai noite, torna-se dia. Sai sol, entra lua. Verão se vai, inverno vem. Estrelas se põem, estrelas se vão. As vezes, chuvas vem, chuvas vão. De fato, há um grande mistério envolta de todo universo. Ficamos pensando: - como pode acontecer tamanhos fenômenos se somos homens incapazes de com os dedos, girar o ponteiro de um relógio. Ah, é maravilha demais pra mim. Chego a ficar atordoado; minha cabeça chega a ferver. Quem sustenta a terra nesse eixo central para que não venha cair? Quem foi que rodou o peão, como disse Rubem Alves. Não existe nada que sustente o globo terrestre nos ares; parece um balão flutuante. Os dias passam como o vento. As noites chegam como um raio. A chuva desce como os rios. O sol nasce como num de repente. É questão de minutos, segundos, quem sabe! Éh...sei não! Acho que to ficando louco. Como disse Antonina Brandão de Lima Pantaleão, terra do camaleão, lá no norte do sertão: "a flor de lampião avermelha o seu rosto no luar do meu sertão; que bão!". Éh...mesmo sendo louco ou mesmo na minha loucura ainda consigo enxergar em Deus, o mistério da salvação. Hoje vejo o sol, a chuva; o dia, a noite. Hoje vejo o inverno como também o verão; posso ver as estrelas e o luar de meu sertão. Como Antonina Brandão, lá de Pantaleão, que bão. É Deus no meu coração! O dia se foi.

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
24 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Iraldir Fagundes ESCRITO POR Iraldir Fagundes Escritor
-

Membro desde 6 dias atrás

Comentários