Tema Acessibilidade

Submersa

Delírio das infinitas madrugadas. Realidades paralelas e ilusões sobre coisas que, de fato, não vivi. Que tola! 15214
• Atualizado

Molhada, completamente inundada
Pela vontade do querer.
Quem sabe um dia, eu poderei te ter.
É mais uma madrugada pensando
nos desenhos e ondulações
do teu delicioso ser.
Colados!
Nossas almas se amaram.
E tua mão pelo meu corpo passeava.
Calado!
Quero apenas escutar a respiração ofegante do teu tendencioso querer.
Sinto o sangue bombear,
Pelo teu corpo passear,
Se entregue, não queiras relutar!
Tu nunca resistiu as danças do meu quadril.
Descobrindo novas sensações,
Queríamos mais!
Sempre mais!
Enlaçada nos teus braços
No calor fulminante
Senti o tamanho do seu ansejo.
Queria ser tua!
Tola!
Era só mais um anseio
E do meu profundo sonho despertei
Após um finito despejo de desejo.

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados ao autor. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
0
±500 visualizações •
Atualizado em
Denuncie conteúdo abusivo
Vanessa ESCRITO POR Vanessa Escritora
Jequiá da Praia - AL

Membro desde Setembro de 2021

Comentários


Outros textos de Vanessa

Poesias
Nó oito duplo
08 de março de 2021.
Poesias
82 cartas...
Palavras ao vento... Minha sentença de morte assinei 6 anos atrás. É um prazer te odiar, oh amor da minha vida!