Portal Escritores

Vida Incerta, A Melhor Descoberta

 

Chuva ácida
Corrói placas
Foi-se a de pare
Como se adiantasse.
 
Nada para
Tudo sara
Medo bate
Mar invade
Magra sorte
Santo forte
Enganei a morte.
 
Oportuno furacão
Vem do norte
Bagunça o coração
Espalha a sorte.
 
 
Como não pensei?
Viver hei
Até não sei...
 
 
Claudenor de Albuquerque

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
Claudenor de Albuquerque
Escrito por:
Claudenor de Albuquerque
Escritor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 11 de Setembro de 2010

Atualizado em 19 de Setembro de 2014

Já foi visto 791 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


789
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Soneto do esquecimento

Por AdrianoRockSilva

Inspiração

Por Cleide Vanderley

DEIXA-ME ESCUTAR AS CORES

Por Mariane Rodrigues

Santo Amor

Por Claudenor de Albuquerque

Textos do Mesmo Autor
Apelo Inútil

Por Claudenor de Albuquerque

Burguesia

Por Claudenor de Albuquerque

Súplica Póstuma

Por Claudenor de Albuquerque

Soneto da Alegria

Por Claudenor de Albuquerque

É irônico ou não é?

Por Claudenor de Albuquerque