Portal Escritores

Decifrar-te? Atrever-me-não-irei

Decifrar-te? Atrever-me-não-irei

 

A ti, enigmático ser

 

 

Serão teus dentes ou tua face?

Será teu cabelo ou teu sorriso?

Será teu gênio indomável e livre ou teu recôndito coração?

Será tua força verbal ou tua imagem a balançar suavemente nos campos?

Serão tuas tranças ou tua franja inquieta?

Serão teus gritos rebeldes ou tua suavidade com as flores?

Serão tuas marcas das mais vividas e

intensas batalhas ou teu poder de renovação como a Fênix frondosa?

 

Decifrar-te é por demais tarefa injusta

Decifrar-te é missão dos deuses

Uma vez que de minha parte apenas os (deuses) agradeço por ceder-nos tão rara joia e radioso ser.

 

 

Penélope SS

03-11-14   01h:10

Comentários

Deixe seu comentário

Para enviar um comentário você precisa estar logado: login
AdrianoRockSilva
Escrito por:
AdrianoRockSilva
Autor

Visão Geral do texto

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicado em 17 de Janeiro de 2015

Já foi visto 445 vezes

Favorito de 0 leitor

Categoria Poesias


437
Leram
0
Vão ler

Tags

Textos Relacionados
Dona Eulália e o tempo

Por Cleide Vanderley

Eleição safadinha

Por AdrianoRockSilva

Atrapalhado

Por Talvanes Faustino

Nívea Lágrima

Por Emanuel Galvão

Textos do Mesmo Autor
triste nova canção do exílio

Por AdrianoRockSilva

quem quer amar?

Por AdrianoRockSilva

The end ou poema recomeço

Por AdrianoRockSilva

Red

Por AdrianoRockSilva

Quadrinha do amor distante

Por AdrianoRockSilva